YouTube inicia pagamento de direitos autorais aos compositores no Brasil
17/05/2016

Não é pegadinha para ganhar cliques. Acredite. O anúncio foi feito pelo Google – em seu blog oficial – e assinado por Christophe Muller, diretor global de parcerias de música do YouTube e Google Play. “Compositores e artistas são fundamentais para a nossa cultura e merecem ser compensados de maneira justa e transparente. Acreditamos nisso profundamente e trabalhamos para que ações nesse sentido se concretizem”, comenta.

A verdade é que, seja para curtir na balada, dando um virote, ou até mesmo quando estão apenas sossegados, o público brasileiro consume música no YouTube diariamente. Os números, muitas vezes, nos deixam de boca aberta, não é mesmo?! (linkei essas duas canções justamente para dar um breve exemplo. Juntas, elas somam quase 300 milhões de views!).

Este anuncio de que o YouTube pagará pelos direitos autorais aos compositores no Brasil foi divulgado hoje, pelo Google, através de seu Blog oficial. A empresa anunciou que a partir de agora os compositores começarão a receber por cada vez que suas obras forem executadas – independente de quem tenha realizado o upload na plataforma, o que é ainda melhor.

Até o momento, segundo o YouTube, mais de US$ 3 bilhões foram distribuídos para compositores ao redor do mundo. Aqui no Brasil o pagamento dos direitos será efetuado de acordo com as leis locais.

Este pagamento acontecerá graças à tecnologia Content ID. Ela gerencia automaticamente o conteúdo, utilizando os dados que o compositor fornece. Segundo a equipe da Google, esta ferramenta é responsável por 50% dos pagamentos direcionados à indústria da música mundial.

Se você é compositor e deseja receber do YouTube por suas obras, é necessário fazer parte de um agregador ou entidade de registro reconhecido e utilizado pelo YouTube no Brasil. Cada um desses agregadores tem como responsabilidade representar o artista e encaminhar a distribuição da sua reprodução nas plataformas digitais.

Exemplos: ABMI – Associação Brasileira da Música Independente

eMotion

MusicPost

ONErpm 

Playax.

Eu, particularmente, fiquei feliz com essa novidade. Muitos sabem da dificuldade que os compositores têm em receber por seus direitos.

*Retirei várias infos do Blog Google Brasil e TechTudo. Tks!